http://www.bbcbrasil.com

11 de julho, 2006 - 11h29 GMT (08h29 Brasília)

Jornais especulam sobre o que teria irritado Zidane

As palavras que irritaram o jogador francês Zinedine Zidane a ponto de ele dar uma cabeçada no italiano Marco Materazzi durante a final da Copa do Mundo foram motivo de especulação em diversos jornais europeus nesta terça-feira.

Vários diários contrataram leitores labiais profissionais para descobrir o que poderia ter irritado tanto Zidane.

O jornal The Times contou com a ajuda de uma especialista, que chegou à conclusão de que Materazzi chamou Zidane de "filho de uma prostituta terrorista", o que ofenderia tanto a família como as origens muçulmanas do francês.

Filho de imigrantes argelinos, Zidane tem orgulho de suas raízes norte-africanas.

O Herald Tribune consultou a família do jogador, em Aguemoune, a leste de Argel, para descobrir qual era o insulto.

"Nós achamos que ele o chamou de terrorista ou de filho de Harkis (uma referência aos colaboradores durante a guerra de independência da Argélia, um grave insulto no país)", disse o primo de Zidane, Mokhtar Haddad.

Materazzi negou ter chamado Zidane de "terrorista", alegando ser "ignorante" e nem sequer saber o que o termo significa.

O tablóide The Sun contratou seus próprios leitores labiais e afirma que Materazzi chamou Zidane de "filho de uma prostituta argelina", além de ter feito outras ofensas à mãe do jogador.

Outro leitor labial disse a uma rádio da BBC que Materazzi teria desejado a Zidane e à sua família e "uma morte horrenda".

Os xingamentos teriam irritado ainda mais o francês porque a mãe do jogador, Malika, estaria doente, internada em um hospital.