BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 01 de novembro, 2006 - 13h28 GMT (10h28 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Brasil precisa evitar 'suave fracasso' diz Financial Times
 
Jornais
O maior desafio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu segundo mandato será "evitar o 'suave fracasso' do Brasil”, de acordo com editorial do jornal Financial Tmes.

"Lula da Silva precisa agora reduzir o gasto público e relaxar restrições que limitam a capacidade do Brasil de atrair investimentos e minam sua habilidade de crescer."

Sem reformas, "o Brasil vai continuar a ficar atrás de seus competidores", segundo o jornal, que usa a expressão "suave fracasso", cunhada pelo ex-ministro da Fazenda, Rubens Ricupero.

"As condições para os negócios precisam ser facilitadas e o ambiente regulador mais previsível. O Brasil precisa simplificar seu complicado regime fiscal e implementar regras que reduzam a onerosa carga enfrentada pelos pequenos negócios", diz o Financial Tmes.

Diplomacia

O editor-geral do jornal argentino Clarín, Ricardo Kirschbaum, diz em sua carta ao leitor que "depois do triunfo de Lula, a força da liderança regional do Brasil cresceu e deve ter efeitos no resto do continente".

"Em primeiro lugar, é possível que se busque articular um sistema que trate de romper com uma dicotomia política na América do Sul entre os países do Atlântico (Argentina, Brasil, Venezuela) e do Pacífico (Chile, Peru, Colômbia e Equador)", diz Kirschbaum.

Segundo o editor, o estreitamento das relações com os países andinos tende a “amparar mais a Bolívia e melhorar o diálogo com outras nações que se propõem, com o presidente peruano Alan García como seu maior porta-voz, a ser uma alternativa ao presidente venezuelano Hugo Chávez”.

Ele afirma que a vitória de Lula pode causar certas mudanças “na influência de Chávez em países como a Bolívia e na aberta inimizade do venezuelano com outros, como o Peru e, em menor escala, o Chile".

Força

O jornal Ta Kung Pao, de Hong Kong, também repercute o resultado da eleição brasileira, dizendo que "até certo ponto, a reeleição de Lula reflete a futura direção da América Latina".

"Tento experimentado a instabilidade social e a crise econômica do século passado, os países latino-americanos não seguem mais cegamente o modelo de países desenvolvidos", diz o jornal, um dos mais antigos da China e alinhado com o Partido Comunista chinês.

"Ao invés disso, eles estão trabalhando em direção de modelos de desenvolvimento que se encaixam a suas realidades locais."

O jornal diz ainda que "a América Latina vai se tornar uma importante força na globalização, e terá um status mais proeminente nos assuntos internacionais".

 
 
Brasil 2010Brasil 2010
Série de entrevistas discute prioridades para novo governo.
 
 
Marco Aurélio GarciaPolítica econômica
Brasil vai crescer 'com responsabilidade fiscal', diz Garcia.
 
 
Henrique Meirelles, presidente do Banco Central'Era Palocci'
Declarações de Lula sobre economia convencem mercado.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade