BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 17 de junho, 2007 - 15h58 GMT (12h58 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Grupo francês diz que vai 'derramar sangue' contra preço do vinho
 

 
 
Cena do suposto vídeo do Crav
Os sete homens encapuzados alegam ser integrantes do Crav
Um obscuro grupo apresentou um ultimato ao governo da França que vence neste fim de semana: que aumentem o preço do vinho ou enfrentem derramamento de sangue.

A ameaça é assinada pelo Crav, sigla em francês da União para a Ação Viticultora, da região de Languedoc, no sul francês, que teria divulgado uma mensagem gravada em vídeo e endereçado a fita ao presidente francês, Nicolas Sarkozy.

No filme, vêem-se sete supostos produtores de vinho, à noite, com os rostos cobertos por máscaras ninja pretas, lendo a ameça de "derramar sangue", caso Sarkozy não tome providências rápidas.

O grupo aproveitou para fixar o fim do prazo justamente no dia em que a última revolta dos produtores de vinho da região completa cem anos.

O levante acabou com seis manifestantes mortos a tiros pelo Exército da França.

Recentemente, o Crav provou ser capaz de usar violência para atingir os seus objetivos. Vários supermercados locais que vendiam vinhos estrangeiros foram alvo de bombas caseiras, enquanto outros foram pichados pelo Crav.

Tiros e seqüestro

O grupo também abriu fogo e seqüestrou pelo menos um caminhão que transportava vinho estrangeiro. Teme-se que a violência possa ser redobrada, caso o governo não leve as exigências do grupo a sério.

Embora nenhum produtor de vinho admita publicamente integrar o Crav, muitos concordam com as exigências, ainda que não admirem os métodos empregados.

François Thiebaud, por exemplo, diz estar desesperado por causa da queda nos preços do vinho francês.

Segundo ele, muitos outros produtores também lutam para sobreviver atualmente.

"Trabalhamos no vermelho. Perdemos entre 40% e 50% da nossa renda por causa da queda nos preços e ainda levamos uma mordida grande dos intermediários", disse Thiebaud.

Muitos estariam cobrando benefícios sociais para completar o orçamento familiar no fim do mês. O próprio Thiebaud diz só poder manter os seus vinhedos, porque a mulher dele tem outro emprego.

 
 
Robô sommelierTecnologia
Robô sommelier poderá recomendar vinhos.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Vinho da época nazista é vendido por R$ 17 mil
18 de fevereiro, 2007 | Notícias
Nova técnica pode reduzir a ressaca de vinho
12 fevereiro, 2007 | BBC Report
LINKS EXTERNOS
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade