Por que carvalhos e castanheiras salvaram pequeno sítio do megaincêndio em Portugal

Foto do sítio preservado Direito de imagem Cortesia do Jornal de Notícias
Image caption Sítio em Portugal foi protegido por árvores como carvalhos e castanheiras durante incêndio

Na última semana, um incêndio de grandes proporções matou 64 pessoas e deixou mais de 200 feridos em Portugal. Mas um sítio em Figueiró dos Vinhos, na região onde ocorreu a tragédia, ficou surpreendentemente ileso.

Uma foto publicada no Facebook nesta semana mostra como o sítio se tornou uma pequena ilha verde em meio às cinzas deixadas pelas chamas.

A imagem foi compartilhada mais de 2 milhões de vezes no Facebook e recebeu mais de 1,5 milhão de reações.

O que mais chama a atenção na foto é o fato de dezenas de árvores e uma casa se manterem intactas em meio ao cenário de devastação.

É como se uma barreira formada por carvalhos, castanheiras, oliveiras e sabugueiros tivesse impedido o avanço do fogo.

Direito de imagem Reprodução/Facebook
Image caption Postagem no Facebook motivou quase 2 milhões de reações

"Apesar de não ser a minha propriedade, achei importante partilhar a imagem para demonstrar que as árvores nativas podem ser muito efetivas no combate ao fogo", explicou a mulher que tirou a foto, Tania Sullivan, ao jornal português "Jornal de Notícias".

O botânico Ricardo Cardim explicou à BBC Brasil que as árvores formaram um bolsão de umidade, que inibiu a destruição do sítio.

Direito de imagem Cortesia do Jornal de Notícias
Image caption Árvores formaram uma barreira que impediu o avanço das chamas em Portugal

"Essas espécies com certeza impediram a destruição do sítio. Isso ocorreu porque elas são muito folhosas e densas. Quando estão com folhas, no verão, apresentam uma copa volumosa, o que causa uma diminuição significativa da temperatura, além de armazenar água no solo", afirmou o especialista brasileiro.

Cardim explicou ainda que é muito raro uma floresta com essas características ser atingida por um incêndio.

"Nas áreas preservadas da floresta amazônica, por exemplo, é quase impossível pegar fogo, mesmo nas estações secas", disse.

Para o botânico, que avalia a foto como chocante, o dono do sítio deve, inclusive, plantar mais árvores para proteger ainda mais sua propriedade.

"Ele tem que dar um beijo e um abraço em cada uma das árvores e cuidar muito bem delas."

Notícias relacionadas