BBC News Online BBC World Service BBC Homepage
BBC Homepage fale com a gente
BBC Brasil - Euro 2000
O Mundo Hoje
Especial
BBC e Você
Ivan Lessa
Sobre a BBC
Aprenda inglês

BBC Rádio
Programação
De Olho no Mundo
Como sintonizar
Os programas completos
em áudio :

Educação sexual: nem na escola nem em casa

Tabus e Relações

Gravidez na adolescência

Aborto

Métodos de contracepção

Doenças sexualmente transmissíveis

O surgimento da Aids

Aids e ética médica

25 de agosto, 2000, 15h30 GMT
A-Z: VAMOS FALAR DE SEXO


Aqui você encontra links para paginas que explicam o sentido de alguns topicos. Clique em uma das letras abaixo ou em algum topico listado para saber mais.
A-B  C-D  E-G  H-L  M-O  P-Q  R-S  T-Z 

A-B

Aborto
Interrupção da gravidez, que pode ser natural (quando a mãe tem problemas de saúde) ou voluntária, quando a mãe decide não ter a criança. Legal e difundido em países como a Holanda e a Itália, onde é realizado em clínicas especializadas, o aborto voluntário é proibido no Brasil.

Abstinência
Situação em que uma pessoa voluntariamente evita a prática de sexo, seja por motivos religiosos ou culturais, seja para evitar doenças sexualmente transmissíveis. É a forma mais eficiente de evitar problemas sexuais - mas também a mais difícil de ser colocada em prática.

Aids
Doença caracterizada por um vírus (HIV) que ataca o sistema de defesa do organismo, facilitando a ação de outras infecções oportunistas, como a tuberculose e a pneumonia. Uma das formas mais comuns de contrair o vírus HIV é por meio de relações sexuais sem preservativos ou outros tipos de falta de cuidados. Sem cura definitiva, a ação do HIV pode ser amenizada pelo uso de coquetéis de medicamentos que alongam a vida dos pacientes.

Beijo
Ao contrário do que alguns adolescentes pensam no começo de sua educação sexual, o beijo não engravida, e o risco de transmissão da Aids dessa maneira praticamente não existe.

Bissexual
Pessoa que mantém relações tanto homossexuais quanto heterossexuais. Ou seja, quem transa com homens e com mulheres.

^^^voltar ao topo

C-D

Camisinha
Método contraceptivo usado pelos homens que também tem a finalidade de evitar o contágio com doenças sexualmente transmissíveis. Algumas contêm espermicidas para evitar a gravidez da parceira mesmo que se rompam. Entretanto, a difusão do uso da camisinha é prejudicada pela crença de muitos homens de que ela reduz o prazer do ato sexual.

Câncer de mama
Doença que atinge muitas mulheres em todo o mundo. É facilmente curável quando descoberto logo no princípio. Para tanto, pode-se realizar um auto-exame nos seios, em busca de caroços suspeitos. A melhor época para realizar esses exames é logo após a menstruação.

Ciclo menstrual
Período transcorrido entre uma menstruação e a seguinte. O ciclo menstrual pode variar de 21 a 40 dias e se interrompe durante a gravidez.

Circuncisão
Operação para retirar o prepúcio, pele que recobre a cabeça do pênis. Em algumas culturas (como a judaica), a circuncisão é um ritual de iniciação. Algumas sociedades também praticam a circuncisão feminina - que é a mutilação de partes externas do órgão genital. Essa prática, normalmente com motivos culturais ou religiosos, é condenada pela Organização Mundial da Saúde.

Clítoris
Uma das partes externas do órgão genital feminino, localizada na ponta superior da vagina. Suas terminações nervosas transmitem sensações de prazer durante a relação sexual.

Coito interrompido
Método contraceptivo que consiste na retirada do pênis da vagina pouco antes da ejaculação. Das formas de evitar a gravidez, é uma das menos confiáveis. Não protege contra as DSTs.

Diafragma
Método contraceptivo pelo qual uma capa circular de material elástico é introduzida na vagina, evitando o contato com o esperma do parceiro. É também uma forma de reduzir o risco de pegar doenças venéreas.

DIU
Pequena peça de plástico com um arame de cobre em sua volta que é implantado no útero e tem a finalidade de evitar a gravidez. Não protege contra doenças sexualmente transmissíveis e não é indicado para mulheres jovens que jamais tiveram filhos.

Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)
Infecções transmitidas por meio de relações sexuais. Há diversos tipos de DSTs, desde as mais graves, como a Aids, que não tem cura, até as mais comuns, como a gonorréia ou clamídia. As DSTs podem ser evitadas com alguns cuidados simples, como o uso de camisinhas ou diafragmas durante a relação sexual.

^^^voltar ao topo
E-G

Ejaculação precoce
É o que acontece quando o homem chega ao orgasmo muito rapidamente. Os especialistas divergem sobre as causas. Há quem defenda que o problema está na cabeça dos homens. Mas alguns médicos apontam causas puramente físicas para esse fenômeno. Com freqüência a ejaculação precoce pode ser tratada com sucesso.

Ereção
Levantamento do pênis que caracteriza o estado de excitação sexual do homem.

Erótico
Qualidade de tudo o que desperta o desejo sexual.

Estupro
Crime em que uma pessoa obriga a outra a fazer sexo. Essa coerção se caracteriza pelo uso de violência física.

Exames periódicos
São a melhor forma de descobrir e prevenir infecções com origem sexual. Alguns exemplos são o papanicolau (que deve ser feito anualmente) e os ultra-sons de pélvis e de mama (pelo menos a cada dois anos).

Fecundação
Ocorre quando o espermatozóide do homem fertiliza o óvulo de uma mulher, dando origem ao bebê.

Fetichismo
Fetiche é um objeto ou uma parte específica do corpo humano que desperta o desejo sexual de uma pessoa. Exemplos comuns de fetiches são as calcinhas e os pés. O fetichismo é um tipo de parafilia, ou seja, a busca de excitação por meios inusitados. Outros tipos são o voyeurismo, o sadomasoquismo etc.

Frigidez
É a palavra que se usa para designar a ausência de desejo sexual ou prazer sexual na mulher. Segundo especialistas, na maioria das vezes tem origem psicológica, mas também pode ter causas orgânicas, como, por exemplo, em alterações hormonais. Em ambos os casos a frigidez é passível de tratamento.

Gonorréia
Uma das doenças sexualmente transmissíveis mais comuns. A gonorréia atinge o sistema urinário tanto de homens quanto de mulheres.

Gravidez
Estado da mulher pelo período de nove meses durante o qual o bebê se desenvolve na barriga da mãe.

^^^voltar ao topo

H-L

Heterossexual
Pessoa que transa com parceiros do sexo oposto.

Homossexual
Pessoa que transa com parceiros do mesmo sexo (homem com homem; mulher com mulher).

Hormônios
Substâncias químicas produzidas no organismo que regulam a atividade de certos órgãos e podem influir na atividade sexual de uma pessoa.

Impotência
Ausência de desejo sexual do homem, caracterizada pela incapacidade de conseguir uma ereção.

Infertilidade
Incapacidade de gerar filhos. Pode ser uma característica tanto dos homens quanto das mulheres.

Jogos na intimidade
Para aumentar o prazer nas relações sexuais, as pessoas podem promover brincadeiras ou fantasias que aumentem o desejo pelo parceiro. Por exemplo, usando roupas exóticas ou adotando posições "acrobáticas". Ao contrário do que algumas pessoas pensam, os especialistas afirmam que não ha nada de errado nisso.

Lesbianismo
Nome por meio do qual se designa o homossexualismo feminino. O nome se origina da ilha de Lesbos, na Grécia, terra da poetisa Safo (séc. VII a.c.), a qual acredita-se ter sido adepta do homossexualismo.

^^^voltar ao topo
M-O

Masturbação
Simulação do ato sexual que uma pessoa realiza em si mesmo. A masturbação é conhecida também como auto-erotismo. Apesar de ser uma das práticas mais comuns no começo da vida sexual de um jovem, segue sendo em grande parte um dos grandes tabus da adolescência.

Menopausa
Fim da menstruação, o que acontece com todas as mulheres depois que elas chegam a uma certa idade. A menopausa é fruto de alterações hormonais no organismo de uma mulher, o que costuma afetar o seu temperamento. Apesar de representar o encerramento da fertilidade, a menopausa não implica, porém, o fim da atividade sexual.

Menstruação
Trata-se da eliminação do óvulo não fecundado. Durante alguns dias, caracteriza-se por aparente abundante sangramento (na verdade, a mulher elimina apenas cerca de 60 mililitros de sangue no processo). Antes e durante a menstruação, a mulher sofre fortes alterações hormonais, o que pode afetar o seu comportamento.

Não
Devido à pressão de outros adolescentes, é uma das palavras que o jovem mais tem dificuldades em dizer quando lhe é proposta uma relação sexual. O que se deve ter em mente, porém, é que ninguém é obrigado a transar cedo, mas sim quando se sente à vontade para isso.

Orgasmo
É o momento em que a pessoa "chega lá" na relação sexual. O orgasmo consiste em uma série de contrações musculares no pênis e no clitóris que transmitem uma sensação de prazer. Um dos parceiros pode chegar ao orgasmo antes que o outro.

^^^voltar ao topo
P-Q

Pílula do dia seguinte
Método contraceptivo que pode ser usado pela mulher depois de ter mantido uma relação sexual desprotegida. Tomada até 48 horas após a relação sexual, pode evitar a gravidez em mais de 95% das vezes.

Pílulas anticoncepcionais
Drogas que as mulheres podem tomar para evitar a gravidez. Tratam-se de pílulas ou remédios injetáveis à base de hormônios que impedem que o ovário libere óvulos, evitando assim a fecundação pelos espermatozóides presentes no esperma do parceiro. A pílula pode causar alguns efeitos colaterais.

Planejamento familiar
Programação realizada pelo casal para ter seus filhos. É incentivado por muitas instituições públicas como ferramenta de controle do tamanho da população. Uma das formas pelas quais se faz o planejamento familiar é utilizando métodos contraceptivos como o uso de camisinha ou de pílulas anticoncepcionais. Por esse motivo, sofre oposição de diversos grupos de pressão, como a Igreja Católica.

Primeira vez
A perda da virgindade, tanto para os garotos quanto para as garotas, é um forte fator de influência para o desenvolvimento da vida sexual. Por isso, é importante que o jovem esteja muito seguro do que está fazendo quando decide transar pela primeira vez. Mas, da mesma forma, especialistas afirmam que a perda da virgindade não deve ser tratada como um tabu.

Puberdade
Conjunto de mudanças físicas e psicológicas que caracterizam o processo de maturação sexual de uma pessoa. Marca o fim da infância e o início da adolescência.

Quando?
Dúvida que aflige boa parte dos adolescentes, no que diz respeito à primeira relação sexual ou ao início dos contatos sexuais com um parceiro ou uma parceira. Isso pode sofrer influências sociais ou culturais (por exemplo, quando se defende que o sexo só deve ser feito após o casamento). O que é certo, porém, é que ninguém deve ser constrangido a antecipar ou postergar sua iniciação sexual.

^^^voltar ao topo

R-S

Sexo oral
Ao contrário do que se pensa, o sexo oral também oferece risco de contaminação com DSTs. Por isso também deve ser praticado com alguns cuidados quando não se tem certeza a respeito da situação do parceiro ou da parceira. Mesmo que isso exija medidas como o uso da camisinha.

Religião
Cada religião defende suas próprias posturas a respeito do sexo. Essas doutrinas podem influenciar o comportamento sexual de um jovem. Mas muitas dessas posturas (como a oposição da Igreja Católica ao uso da camisinha, ou a defesa da circuncisão feminina por algumas correntes islâmicas) são fortemente criticadas por especialistas da área de saúde. O melhor é analisar os dois lados de cada questão e formar opiniões pessoais a respeito da própria sexualidade.

Risco
Existe para as pessoas que não tomam os devidos cuidados antes de uma relação sexal. Uma forma de evitar uma gravidez indesejada ou uma doença de origem sexual é adotar a abstinência. Mas o melhor mesmo é se cuidar antes de transar. A melhor forma de aproveitar os prazeres do sexo é estar sempre bem informado.

Sexo anal
É uma forma de buscar o prazer sexual, pois também pode levar ao orgasmo. Exige, porém, alguns cuidados extras de higiene - microorganismos presentes no ânus podem causar infecções na uretra do parceiro. Além disso, assim como o sexo vaginal, acarreta risco de contração de doenças sexualmente transmissíveis, motivo por que deve ser praticado sempre com as devidas proteções (como a camisinha). Por outro lado, não há risco de gravidez.

^^^voltar ao topo

T-Z

Tabelinha
Método anticoncepcional pelo qual a mulher pratica relações sexuais nos dias em que não está fértil. Para isso, é preciso calcular quando serão esses dias com base no ciclo sexual. A ovulação acontece na metade do ciclo sexual. O risco de engravidar é menor praticando sexo mesmo sem proteção quatro dias antes e quatro dias depois da ovulação. Mas a tabelinha é considerada um dos métodos menos confiáveis de se evitar a gravidez.

Tamanho
Não deve ser uma preocupação. O tamanho dos órgãos genitais não é fundamental para o prazer sexual, mas a preocupação com esse tipo de coisa pode muito bem atrapalhar.

Útero
Órgão do corpo das mulheres onde o óvulo se aloja após a fecundação.

Vasectomia
Uma das formas de esterilização masculina. A vasectomia consiste na costura do duto deferente, evitando a passagem dos espermatozóides dos testículos para a vesícula seminal.

Xingamentos
Boa parte dos "palavrões" tem conotações sexuais. Usados com sentidos muitas vezes inapropriados, para grande parte das crianças, os xingamentos constituem o primeiro contato com conceitos relacionados ao sexo.

Zonas erógenas
São as partes do corpo que podem gerar excitação sexual. Variam de pessoa para pessoa. Alguns exemplos são o pescoço, os lóbulos da orelha, o umbigo e as nádegas.

^^^voltar ao topo

BBC World Service
Pelé, o rei do futebol Pelé
O rei do futebol conta que teve que aprender a falar de sexo na rua.
Carla Perez Carla Perez
Para cantora, falar em erotização das crianças é "exagero" da imprensa.
Padre Marcelo Rossi
“Se a Igreja admitir certos métodos anticoncepcionais, dará vazão ao amor livre.”
Jimena Furlani
Professora da UDESC afirma que "a mulher erra quando confia no parceiro".
Malcolm Montgomery
Para ginecologista, aborto é "problema social" e mulher pobre é quem mais sofre.
Flávia Yasmin
Estudante capixaba que fez um aborto conta como foi sua experiência: "Penso nisso todos os dias. À noite me sinto pior".


© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Notícias e áudio em 43 línguas