BBC Online Network Fale com a gente
O Mundo Hoje
Especial
BBC e Você
Ivan Lessa
Sobre a BBC
Aprenda inglês

BBC Rádio
Programação
De Olho no Mundo
Como sintonizar
BBC e Você

Tira-teima
O que muda na Internet com a fusão AOL - Time Warner?

A BBC analisa, em perguntas e respostas, os principais pontos do negócio de U$ 350 bilhões.

Porque empresas grandes como essas optam pela fusão?
Esta fusão representa a união de uma empresa tradicional com uma nova empresa do setor de mídia e visa explorar as oportunidades oferecidas por cada uma delas. A fusão faz um tremendo sentido tanto para a AOL, como para a Time Warner. Juntas, elas misturam os ingredientes perfeitos e complementares para fazer sucesso no segmento de Internet - uma enorme base de consumidores, os produtos e serviços oferecidos são atraentes e possuem os canais para distribuí-los. A AOL quer se projetar como o portal de acesso para a Internet, fazendo de sua homepage o ponto de partida para se navegar pela rede. Mas seu ponto fraco é exatamente o conteúdo para atrair mais usuários. Por sua vez, a Time Warner, como uma das maiores empresas de mídia do mundo, é dona de farto material, incluindo noticiário, filmes e desenhos animados, que podem passar a ser oferecidos via Internet. Mas seu ponto fraco é não ter uma forte presença na rede, nem o necessário know-how para desenvolvê-la. A Time Warner já injetou milhões de dólares em negócios relacionados com a Internet, mas que até agora não conseguiram criar o impacto desejado.

O que cada uma das empresas pode oferecer à outra?

Time Warner: gigante de mídia

A Time Warner põe na mesa uma enorme variedade de negócios ligados ao setor de mídia. O grupo é dono de diversos canais de TV a cabo, como a CNN, a TNT, a HBO e a Cartoon Network. Também edita as revistas "Time" e "People". E tem diversos interesses na área de música, além de filmes campeões de bilheteria e vendagem como "The Matrix" e "You´ve Got Mail". Sendo a maior provedora de Internet do mundo, a AOL traz para a fusão 22 milhões de usuários, além de uma marca consagrada na rede. E, ainda mais importante, a AOL traz na bagagem estratégias testadas e comprovadas de como oferecer informação e entretenimento através da Internet.

Que diferença isto faz pra mim?
A fusão está sendo vista como um modelo para distribuir notícias e entretenimento a usuários da Internet. O impacto imediato vai ser sentido pelos assinantes da AOL. Eles provavelmente vão ter uma oferta muito maior de material via Internet, tirada dos produtos da Time Warner. Mas este é só o começo. Fala-se muito da interação da televisão com a Internet. A longo prazo, você vai poder, por exemplo, assistir ao seu programa de TV predileto e ter acesso a mais informações sobre o que está acontecendo no programa, ou sobre um personagem, tudo ao alcance de um clique. Ou então, bater um papo com outros telespectadores sobre o que está acontecendo na sua novela favorita.

E como eu vou acessar isso tudo nos próximos anos?
O principal obstáculo da Internet no momento é a relação velocidade X custo. Todos nós já ficamos esperando pelo "download" de uma página, preocupados com a conta do telefone. Várias tecnologias diferentes estão sendo desenvolvidas para fazer o acesso à Internet mais rápido, como a banda larga e o ADSL. Uma empresa como a time Warner poderia oferecer acesso rápido através do seu sistema de TV a cabo. A AOL afirma que a fusão vai acelerar o desenvolvimento da mídia interativa.

Como?
Uma das maiores diferenças entre a televisão e a Internet é a que a TV é uma experiência passiva, enquanto a Internet coloca o usuário sob controle. A AOL vem tentando criar comunidades na Internet: grupos de pessoas em todo o mundo, que se unem por causa de interesses comuns. Depois da fusão com a Time Warner, ela vai ter capacidade financeira para desenvolver ainda mais os serviços interativos que ela já vem oferecendo.

E como a fusão vai afetar os investidores?
Há uma tendência entre as principais empresas em buscar aliados estratégicos. Os jornais e as TVs não podem mais se dar ao luxo de ignorar a Internet. Eles estão descobrindo isto e buscando formas de também entrar na rede. Muitos servidores de Internet têm a presença na web, a experiência e a capacitação necessárias, mas não tem condições financeiras ou conteúdo para colocar na rede e crescer. Alguns dos grandes já uniram forças: a gigante Microsoft - que é maior empresa de software do mundo - se uniu à rede de TV norte-americana NBC para criar a MSNBC. Depois da fusão entre a Timer Warner e a AOL, outras empresas vão procurar espaço para fincar também a bandeira delas na Internet. O casamento da AOL e da Time Warner deve abrir caminho para mais fusões, aquisições ou parcerias envolvendo empresas tradicionais de mídia tentando pegar o trem da Internet.


Leia também:

12 Jan 2000
Yahoo nega planos de fusão

12 Jan 2000
Ano 2010: a tevê sobreviveu à Internet?

11 Jan 2000
Fusão AOL - Time Warner provoca alta nas bolsas

 

Nesta seção


Tira-teima
O que muda na Internet com a fusão AOL - Time Warner?

Fórum
A globalização beneficia o Brasil?

Fórum
Pinochet deve ser libertado?

 

 

    Para cima    
© BBC World Service
Bush House, Strand, London WC2B 4PH, UK.
Notícias e áudio em 43 línguas
s