Após grave acidente, China anuncia revisão de segurança nas ferrovias

O ministro das Ferrovias da China ordenou uma revisão de segurança das estradas de ferro do país depois de um grave acidente de trem ocorrido no último sábado.

De acordo com a mídia estatal, 39 pessoas morreram na colisão de dois trens-bala no sul da China.

O correspondente da BBC em Pequim Martin Patience afirma que, segundo o ministro, a revisão de segurança terá a duração de dois meses e será concentrada nas linhas férreas de alta velocidade.

As autoridades chinesas também pagarão indenizações às famílias das vítimas do acidente do último sábado.

O correspondente da BBC diz que o desastre envolvendo os trens-bala gerou grande indignação entre os chineses. Um dos jornais mais populares do país publicou uma manchete dizendo: "Raiva aumenta com a falta de respostas".

O acidente também está sendo debatido na TV estatal da China - algo pouco usual, segundo Patience, considerando o controle do governo sobre a mídia.