Serviço de Inteligência da Noruega diz que atirador agiu sozinho

A chefe do serviço interno de inteligência da Noruega, Janne Kristiansen, disse à BBC que não havia qualquer prova até agora de que o atirador Anders Behring Breivik tivesse ligações com extremistas de direita na Noruega ou em qualquer outro lugar.

Breivik, que assumiu a autoria dos ataques da última sexta-feira, que mataram ao menos 76 pessoas, disse que fazia parte de um movimento maior. Ele havia afirmado inclusive que tinha contatos no Reino Unido.

Mas Kristiansen disse acreditar que Breivik agiu completamente sozinho. Ela também lançou dúvidas sobre as afirmações do advogado de Breivik, que disse acreditar que seu cliente era louco.