Camareira processa Strauss-Kahn por tentativa de estupro

A camareira de hotel que acusou o ex-diretor-geral do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Kahn, de tentativa de estupro decidiu processá-lo.

Na ação judicial, Nafissatou Diallo acusa Mr Strauss-Kahn de ter realizado um ''ataque violento e sádico''.

Strauss-Kahn, que era um favorito na disputa para a presidência da França, foi preso em Nova York, em maio, e teve de renunciar ao cargo de diretor-geral do FMI.