Turquia exige fim da violência na Síria

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Ahmet Davutoglu, exigiu nesta terça-feira o fim da repressão do governo sírio aos protestos pró-democracia que teriam, segundo ativistas, matado mais de 1.700 pessoas desde março.

Arábia Saudita, Kuwait e Bahrein já convocaram seus diplomatas na Síria e pediram o fim da violência.

Relatos afirmam que o Exército segue com ofensivas em algumas partes do país.

Davutoglu está na capital síria, Damasco, nesta terça-feira, ao lado de representantes de Brasil, Rússia, Índia e China para tentar negociar uma saída diplomática para a crise no país.