Milhares comparecem à primeira parada gay realizada em Praga

Milhares de pessoas participaram neste sábado da primeira parada do orgulho gay na capital da República Checa, Praga.

Ao mesmo tempo, ocorreu uma pequena manifestação de ativistas de extrema-direita, mas a polícia manteve o grupo afastado da parada, impedindo um eventual confronto.

A ex-campeã de tênis Martina Navratilova enviou uma mensagem à parada, acusando o presidente checo, Vaclav Klaus, de homofobia.

Klaus recusou-se a se distanciar dos comentários feitos por um alto integrante de seu governo, ligando a homossexualidade a desvios de caráter.