UE elogia medidas de austeridade da Itália

O presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, elogiou as novas medidas de austeridade anunciadas pelo gabinete executivo italiano na madrugada de sábado, dizendo que o plano é “crucial” para toda a zona do euro.

O plano, que ainda depende da aprovação do Parlamento e que envolve 45 bilhões de euros, tem como objetivo equilibrar o orçamento italiano até 2013 – um ano antes do determinado inicialmente – por meio de cortes de gastos e de empregos estatais.

Também prevê a imposição de um “imposto de solidariedade”, que deve elevar a contribuição feita pela parcela mais rica da população.

Este é o segundo plano de austeridade feito pela Itália nos últimos meses, na tentativa de conter seu endividamento e evitar o contágio pela crise da dívida, que afeta outros países europeus.

Rompuy emitiu neste domingo um comunicado, após conversar com o premiê italiano Silvio Berlusconi, em que diz que as medidas “são cruciais não apenas para a Itália, mas para a zona do euro como um todo”.