De maca, Mubarak volta a julgamento por corrupção no Egito

O ex-presidente egípcio Hosni Mubarak compareceu nesta segunda-feira a um tribunal no Cairo para responder por acusações de corrupção e de responsabilidade na morte de manifestantes que protestavam contra seu governo no início do ano.

Como da primeira vez, Mubarak, 83, fez sua aparição de maca. Ele está sendo julgado juntamente com seus dois filhos, o ex-ministro do Interior Habib al-Adly - já condenado a 12 anos de prisão - e seis outros integrantes de seu regime.

Milhares de soldados fazem a segurança do local, que foi palco de confrontos entre manifestantes pró e contra o ex-presidente.

Na primeira audiência, no último dia 3 de agosto, o líder deposto do Egito se disse inocente das acusações. Se considerado culpado, Mubarak - assim como os outros acusados - pode ser punidos com a sentença de morte.