Criação de empregos formais até julho cai 14%

O Ministério do Trabalho anunciou nesta terça-feira que a criação de empregos nos sete primeiros meses do ano caiu 14% em relação ao mesmo período de 2010.

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram abertas 1,59 milhão de vagas com carteira assinada entre janeiro e julho deste ano. O desempenho do mês de julho foi especialmente inferior às marcações anteriores: foram criadas 140 mil vagas, ante 181 mil no mesmo mês de 2010.

Para o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, os índices não indicam uma desaceleração do setor formal.

“Temos um comportamento diferente do ano passado sobre contratação do servidor público. De maio do ano passado em diante, foi proibido por conta das eleições. Temos contratações por municípios e Estados neste ano. Acho que esse número vai ser significativo comparando com o que houve em 2010”, afirmou.