Índia ordena libertação de ativista contra corrupção

As autoridades da Índia ordenaram a libertação de um dos principais ativistas anticorrupção do país, Anna Hazare, horas depois de sua prisão ter desencadeado uma onda de protestos em todo o país.

Multidões de correligionários do militante se reuniram em frente à cadeia onde ele estava detido em Nova Deli, esperando pela saída do ativista.

Hazare foi preso na manhã desta terça-feira. Assim que a notícia da prisão foi divulgada, multidões foram às ruas para protestar.

Uma sessão do Parlamento indiano foi cancelada em meio às manifestações e cerca de 1,4 mil pessoas foram detidas nos protestos de Nova Deli e outras cidades indianas.

Hazare, de 73 anos, pretendia iniciar uma greve de fome para exigir mais medidas de combate à corrupção.

O governo da Índia afirma que os métodos de campanha do ativista contra a corrupção são uma ameaça à segurança pública.