Talebã ataca Conselho Britânico em Cabul e mata ao menos 9

Após horas de tiroteio e explosões, o embaixador da Grã-Bretanha em Cabul disse que os atacantes tinham sido mortos.

O Talebã assumiu a autoria do ataque, dizendo que essa era a sua maneira de marcar a independência do Afeganistão em relação à Grã-Bretanha, em 1919.

O Ministério das Relações Exteriores britânico condenou o ataque, afirmando que cidadãos britânicos estavam "abalados, mas bem", e foram retirados do prédio.

Duas professoras britânicas estavam entre quatro moradoras do complexo de prédios que se refugiaram em uma sala-forte durante o ataque. O embaixador britânico, William Patey, disse que havia dois soldados nepaleses entre os feridos.

Oito policiais afegãos e um segurança estrangeiro foram mortos. Quatro militantes também morreram.