Terremoto causa danos em Washington e obriga governo a esvaziar Casa Branca

Rua em Baltimore, nos EUA. AP Direito de imagem AP
Image caption Dois reatores nucleares localizados próximos ao epicentro foram desativados por precaução

O terremoto de magnitude 5,9 que atingiu a costa leste dos Estados Unidos nesta terça-feira foi sentido por menos de 30 segundos em Washington, mas foi suficiente para alterar a rotina da capital americana.

Eram quase 14h quando o chão começou a tremer. Imediatamente, alarmes soaram e prédios foram evacuados.

Segundo o governo americano, logo após o tremor, partes do Pentágono, da Casa Branca e do Congresso foram esvaziados.

As calçadas ao redor da redação da BBC, no bairro de Dupont Circle, ficaram repletas de pessoas que abandonaram seus escritórios.

A maioria tentava completar chamadas telefônicas e se comunicar com familiares e amigos – em vão, já que as redes de telefonia celular ficaram temporariamente fora de operação.

Algumas pessoas relatavam, assustadas, terem sentido o chão e as paredes tremerem.

Outras, porém, perguntavam o que havia acontecido e diziam nem ter percebido o terremoto.

Distúrbios

A mesma cena, de prédios vazios e calçadas repletas, se repetiu por toda a capital nos momentos que se seguiram ao tremor.

Há relatos de danos em alguns prédios, entre eles a Catedral Nacional de Washington e a Embaixada do Equador, mas segundo as autoridades não houve feridos.

Quem resolveu ir para casa mais cedo enfrentou dificuldades, já que o metrô teve sua operação prejudicada, com grandes atrasos, as ruas ficaram congestionadas e era difícil encontrar táxis logo após o tremor.

Epicentro

De acordo com o serviço geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o terremoto foi o mais forte a atingir a costa leste desde 1897.

O tremor teve seu epicentro perto da cidade de Mineral, em Virgínia, a cerca de 140 quilômetros a sudoeste de Washington, e foi sentido em vários Estados e até mesmo em Toronto, no Canadá.

Dois reatores nucleares localizados próximos ao epicentro foram desativados por precaução.

Direito de imagem AP
Image caption Partes do Pentágono, da Casa Branca e do Congresso foram evacuadas

Apesar de não haver registro de feridos ou danos mais graves, o terremoto provocou apreensão entre os americanos e distúrbios em várias cidades.

Segundo autoridades, as chamadas para o serviço de emergência (911) registraram um pico logo após o tremor, mas depois foram normalizadas.

Aeroportos foram fechados e serviços de trem, suspensos temporariamente.

Strauss-Kahn

Em Nova York, até mesmo uma entrevista coletiva sobre o caso de Dominique Strauss-Kahn – o ex-diretor gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional) acusado de tentativa de estupro – foi interrompida pelo tremor.

O promotor Cyrus Vance falava aos jornalistas em Manhattan quando o prédio começou a tremer.

"O que está acontecendo? O prédio inteiro está balançando", disse Vance, enquanto os presentes começavam a deixar o local apressadamente.

Apesar de passado o susto, a coletiva não foi retomada, e Vance emitiu suas declarações em um comunicado.

Notícias relacionadas