Jornalistas italianos sequestrados na Líbia são libertados

Quatro jornalistas italianos sequestrados por simpatizantes de Khadafi na Líbia foram libertados nesta quinta-feira.

O grupo, que inclui dois jornalistas do Corriere della Sera, um do La Stampa e um do Avvenire, foi capturado na quarta-feira quando o motorista que os levava foi alvejado e morto.

Eles foram libertados por um grupo rival de simpatizantes de Khadafi, que invadiu a casa onde estavam sendo mantidos.

O cônsul italiano em Benghazi, cidade reduto dos oposicionistas do regime, disse que não foi pedido resgate ou feita alguma exigência pela libertação dos jornalistas.