Segundo da Al-Qaeda ‘foi morto no Paquistão’, diz funcionário do governo americano

Um alto funcionário do governo americano disse neste sábado, em condição de anonimato, que o segundo no comando da Al-Qaeda foi morto no Paqustão.

Atiyah Abd al-Rahman teria sido morto na região tribal paquistanesa na segunda-feira.

O oficial americano disse que Rahman teria subido na hierarquia da rede após a morte de Osama Bin Laden.

No mês passado, o secretário de Defesa americano, Leon Panetta, disse que os EUA poderiam derrotar a Al-Qaeda com a estratégia de perseguir seus líderes.