Chirac se diz doente demais para ir a julgamento por corrupção

Advogados do ex-presidente da França Jacques Chirac afirmaram neste sábado que ele não será capaz de comparecer a um julgamento no qual ele é acusado por um esquema de financiamento ilegal de seu partido quando era prefeito de Paris, no início dos anos 1990.

O julgamento estava previsto para começar nesta segunda-feira, mas os advogados de Chirac, que tem 78 anos, escreveram ao tribunal para isentá-lo da obrigação de comparecer sob o argumento de que ele está com problemas de saúde e sofre de lapsos de memória.

Chirac enfrenta uma série de acusações sobre pagamentos que ele teria feito a membros de seu próprio partido quando era prefeito de Paris. Chirac governou a capital francesa entre 1977 e 1995, quando foi eleito presidente.

Caso Chirac comparecesse ao tribunal para o julgamento, seria a primeira vez que um ex-presidente do país seria julgado.