Turquia suspende laços militares com Israel

O premiê da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, anunciou nesta terça a suspensão de todos os laços militares de seu país com Israel, em mais um desdobramento da crise diplomática bilateral.

A Turquia exige um pedido de desculpas de Israel por conta da morte de nove civis turcos durante uma ação do Exército israelense contra uma frota naval que tentava furar o bloqueio a Gaza, em 2010.

Um relatório da ONU na semana passada validou o bloqueio a Gaza, mas concluiu que Israel usou de "força excessiva no episódio". O governo israelense, porém, diz que seus militares agiram em defesa própria e se recusa a pedir desculpas.

O correspondente da BBC em Istambul, Jonathan Head, diz que os convênios militares bilaterais já estavam praticamente todos concluídos mesmo antes da suspensão desta terça.

Na semana passada, Ancara anunciara a expulsão do embaixador israelense na Turquia. Ainda nesta terça, Erdogan disse também que as relações comerciais entre os dois países seriam bloqueadas, mas não deu detalhes.