Político dos EUA vai a Cuba tentar libertação de americano

O ex-embaixador dos Estados Unidos na ONU e ex-governador do Novo México Bill Richardson está em Cuba para tentar a libertação de um fornecedor americano cuja detenção levou a mais um estremecimento nas relações entre Washington e Havana.

O Departamento de Estado americano disse que defendia os esforços de Richardson, mas que ele estava viajando em uma missão pessoal.

O fornecedor, Alan Gross, recebeu uma sentença de 15 anos de prisão, acusado de distribuir equipamentos ilegais de comunicação em Cuba.

Os EUA pediram por diversas vezes pela sua libertação. Gross foi condenado por crimes contra o Estado, mas afirma que estava apenas tentando ajudar a pequena comunidade judaica cubana.