Economista-chefe do BC europeu pede demissão

O Banco Central europeu anunciou nesta sexta-feira que seu economista-chefe, Juergen Stark, está em processo de deixar o cargo.

O banco alegou "razões pessoais" para a saída. Ele deve fica no cargo até o final quando será anunciado um sucessor. Stark tinha ainda pouco menos de três anos de mandato para cumprir.

Acredita-se nos mercados financeiros que sua saída foi motivada pela política do banco de comprar bônus de países da zona do euro que atravessam dificuldades para pagar suas dívidas.

O Banco Central alemão também é contra a política por temer que ela possa aumentar o risco de grandes perdas financeiras.