Manifestantes egípcios atacam embaixada de Israel no Cairo

Manifestantes egípcios atacaram a representação diplomática de Israel no Cairo nesta sexta-feira.

Durante o protesto, os ativistas queimaram uma bandeira israelense e chegaram a entrar no edifício e a jogar documentos pela janela.

Eles também usaram martelos e outras ferramentas para destruir um muro de proteção construído há poucos dias, após Israel matar por engano cinco soldados egípcios, durante perseguição a militantes do Hamas na fronteira de Gaza com o Egito.

Além da Jordânia, o Egito é o único país árabe a reconhecer a existência do Estado de Israel.

A queda do regime de Hosni Mubarak, em fevereiro deste ano, lança dúvidas, no entanto, sobre o futuro das relações entre os doís países, consideradas cruciais para o equilíbrio geopolítico no Oriente Médio.