Dilma emite nota de solidariedade aos EUA por 11 de Setembro

A presidente Dilma Rousseff divulgou, neste sábado, nota em solidariedade às vítimas dos ataques de 11 de Setembro e ao povo americano.

Dilma diz partilha "plenamente" da visão de Obama exposta “em discurso na cidade do Cairo”, em 2008.

A presidente disse concordar que “o extremismo violento deve ser combatido em todas as suas formas, inclusive por meio da reconciliação entre o ocidente e o mundo árabe, pela eliminação do armamentismo nuclear, pela afirmação da democracia, pelo respeito à liberdade religiosa e aos direitos humanos e da mulher, pela promoção do desenvolvimento econômico e a criação de oportunidades para todos em um mundo de paz e cooperação.”

O Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) também divulgou nota.

No comunicado, o chanceler Antonio Patriota diz que "é com grande pesar que recordamos a perda de inúmeras vidas inocentes, inclusive de cidadãos brasileiros, causadas por brutais e injustificáveis atos de violência".