UBS eleva estimativa de perdas para US$ 2,3 bilhões

O banco suíço UBS elevou suas estimativas de perdas com um suposto episódio de transações não autorizadas para US$ 2,3 bilhões (R$ 3,9 bilhões), depois de inicialmente ter mencionado US$ 2 bilhões (R$ 3,4 bilhões).

O UBS também afirmou que a suposta fraude cometida pelo funcionário Kweku Adoboli foi descoberta depois que o banco começou a investigar o episódio, o que teria levado Adoboli a admitir as perdas na quarta-feira.

Adoboli foi acusado de fraude e contabilidade falsa em um tribunal de Londres na sexta-feira.

Em uma declaração neste domingo, o presidente-executivo do banco, Oswald Gruebel, disse que não vai pedir demissão por causa do episódio.

"Sou responsável por tudo o que acontece no banco. Se você me perguntar se me sinto culpado, aí eu responderei que não", Gruebel disse ao jornal suíço der Sonntag.