Aprovação de novos assentamentos por Israel é 'contraproducente', dizem EUA

Os Estados Unidos classificaram de "contraproducente" a decisão de Israel de aprovar a construção de 1.100 residências em Jerusalém Oriental, área ocupada por colonos judeus e reivindicada pelos palestinos.

A porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland, disse que a medida era "profundamente decepcionante" e "contraproducente" em relação aos esforços para retomar as negociações diretas de paz entre israelenses e palestinos.

Os palestinos disseram que, antes de retomar o diálogo, Israel deve interromper as construções nos assentamentos.