Banco Central reduz previsão de crescimento do PIB

Relatório do Banco Central divulgado nesta quinta-feira reduz de 4% para 3,5% a previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil neste ano, como um reflexo de "ações políticas implementadas desde o fim de 2010 e, principalmente, a deterioração do cenário internacional".

Essa deterioração, diz o BC, "tem levado a reduções generalizadas e de grande magnitude nas projeções de crescimento para os principais blocos econômicos".

A previsão do BC é menor do que uma citada recentemente pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que disse trabalhar com um cenário de 4,5% de crescimento da economia.

No que diz respeito aos preços, o relatório desta quinta do BC prevê que, em um cenário em que a taxa de juros se mantenha em 12% ao ano e o dólar baixe para R$ 1,65, a inflação ficaria em 6,4% em 2011 – valor próximo ao limite máximo da meta do governo, de 6,5%.