Japão anuncia polêmica retomada de caça a baleias na Antártica

O governo do Japão confirmou nesta terça-feira que promoverá sua tradicional temporada de caça a baleias na Antártica neste ano, em anúncio que deve despertar reações de ativistas.

O ministro da Pesca, Michihiko Kano, disse que os navios baleeiros japoneses contarão com proteção extra, para evitar confrontos com opositores da caça.

No ano passado, a ação dos ativistas forçou o Japão a antecipar o fim da temporada de caça.

O anúncio desta terça foi criticado pela Austrália, que questiona a caça promovida pelo Japão na Justiça internacional.

"Há amplas preocupações na comunidade internacional quanto ao programa de caça do Japão e apelos para que ele seja extinto", declarou o chanceler Kevin Rudd, agregando que a Austrália segue firme "na oposição à caça comercial de baleia, incluindo a suposta caça científica (promovida pelo) Japão".

Há um veto de 25 anos à caça comercial de baleias, mas o Japão caça cerca de mil desses animais por ano, sob a justificativa de que a iniciativa é parte de um programa de pesquisas.