Ai Weiwei é eleito a pessoa mais poderosa do mundo das artes

O artista dissidente chinês Ai Weiwei foi considerado pela prestigiosa revista Art Review como a pessoa mais poderosa do mundo das artes.

Segundo a revista, seu ativismo chama a atenção do mundo artístico para seu papel político.

Em entrevista à BBC, Ai disse que se sente frágil, não poderoso, e que considera responsabilidade de todo artista proteger a liberdade de expressão.

Crítico aberto do sistema político chinês, ele foi mantido em prisão domiciliar por mais de dois meses neste ano. Segundo as autoridades chinesas, ele foi preso por evasão de impostos, mas para sua família a intenção do governo chinês foi o de impedir seu ativismo.