Morre Laura Pollán, líder das Damas de Branco de Cuba

A ativista cubana Laura Pollán morreu na madrugada deste sábado, em Havana, ao sofrer uma parada cardíaca.

Pollán, morta aos 63 anos, era uma das líderes do movimento Damas de Branco, integrado por esposas de prisioneiros políticos.

O grupo ficou conhecido por protestar nas ruas de Cuba.

Pollán era esposa do economista Héctor Maseda, um dos 75 dissidentes presos em 2003, já libertado pelo regime.