Tibetana teria ateado fogo a si mesma contra dominação chinesa

Uma religiosa tibetana da região chinesa de Sichuan teria ateado fogo a si mesma em protesto contra a dominação chinesa.

A garota de 20 anos de idade, que morreu durante o ocorrido, seria a nona pessoa e a primeira mulher a realizar este tipo de protesto nos últimos meses.

Ativistas da campanha pela libertação do Tibete Free Tibet disseram também que outros dois tibetanos foram alvejados pela polícia chinesa durante protestos em outra parte da província.

Sichuan é uma província chinesa vizinha ao Tibete e com grande concentração de representantes da etnia tibetana.

A China não comentou os ocorridos.