Inteligência de adolescentes pode aumentar, afirmam cientistas

Uma pesquisa publicada na revista especializada Nature afirma que foram encontradas provas de que as habilidades mentais de adolescentes podem mudar, não são estáticas como se pensava antes.

Os cientistas trabalharam com uma pequena amostra, 33 crianças com uma média de idade de 14 anos, analisaram o cérebro destes voluntários e realizaram testes de inteligência, também conhecidos como testes de QI.

Quatro anos depois, os mesmos testes realizados no grupo reveleram que cerca de um quinto dos adolescentes tinha aumentado de forma significativa o QI.

Os exames nos cérebros dos adolescentes também foram refeitos e mostraram aumento de tamanho em partes do cérebro relacionadas à fala e ao movimento das mãos.

O cientista chefe da pesquisa afirmou que o estudo mostrou que é importante não desestimular adolescentes que apresentam baixo desempenho escolar pois eles podem melhorar depois de alguns anos.