Evo desiste de construir rodovia polêmica em reserva indígena

O presidente boliviano, Evo Morales, afirmou nesta sexta-feira que desistiu dos planos de construir uma polêmica rodovia, cujo trajeto cortaria uma reserva indígena no leste do país.

O projeto, que contava com recursos de empresas brasileiras, gerou grandes protestos no país, envolvendo milhares de manifestantes indígenas.

Em pronunciamento feito de La Paz, Evo disse que o caso estava encerrado e que o projeto aprovado pelo Parlamento não mais passará pela reserva de TIPNIS (Território Indígena Parque Nacional Isidoro Sécure), que fica ao lado do território brasileiro.

Estima-se que 13 mil pessoas, de diferentes comunidades indígenas, morem nessa região. O percurso teria cerca de 300 quilômetros e um custo aproximado de US$ 420 milhões.