Ministro diz que interino deve substituir Orlando Silva no Esporte

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, confirmou que o ministro do Esporte, Orlando Silva (PC do B), deve deixar o cargo e pode ser substituído por um interino.

Segundo Carvalho, a presidente Dilma Rousseff deverá nomear o secretário executivo da pasta, Waldemar Manoel Silva de Souza, já que não houve definição sobre um substituto oficial.

"Pode haver situação de interinidade. É o mais provável", disse Carvalho, de acordo com a Agência Brasil.

Silva deve deixar o cargo em meio a denúncias de envolvimento em desvios de verbas em sua pasta. Se a sua saída se confirmar, ele será o sexto ministro a deixar o governo da presidente Dilma Rousseff desde junho.

Em entrevista à revista Veja, publicada há duas semanas, o policial militar João Dias Ferreira acusou Silva de receber dinheiro vivo na garagem do Ministério do Esporte, no fim de 2008. O dinheiro faria parte do programa Segundo Tempo, que destina verbas a ONGs com o intuito de incentivar a prática esportiva entre jovens.

Ferreira diz que o ministro cobrava 20% das entidades contempladas no programa. O esquema, segundo ele, teria desviado R$ 40 milhões ao longo de oito anos.

Desde que as denúncias foram publicadas, o ministro vinha negando participação no esquema. No entanto, nessa terça-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou que investigaria o ministro por suspeita de desvio de dinheiro.