Julgamento de Mubarak é adiado para dezembro no Egito

O julgamento do ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak, foi adiado até o final de dezembro.

O adiamento foi anunciado em meio a discussões sobre a necessidade de se substituir os juízes do caso. O julgamento estava previsto inicialmente para ser retomado neste domingo.

Os advogados que representam as pessoas que morreram durante a repressão do regime de Mubarak aos protestos do começo do ano reclamam o painel atual de juízes não os concedeu tempo suficiente para interrogar uma das testemunhas.

Mubarak e ex-integrantes do seu governo estão sendo acusados de responsabilidade pela morte de manifestantes durante os protestos que derrubaram o seu regime.

Os filhos de Mubarak estão sendo processados por corrupção.