Putin defende nova candidatura para a presidência da Rússia

O primeiro-ministro russo Vladimir Putin defendeu sua decisão de concorrer nas eleições presidenciais de 2012.

Putin negou que tenha a intenção de manter o poder em suas mãos e insistiu que precisa de mais tempo para aumentar o padrão de vida e tornar a Rússia mais forte.

Ele é o favorito para voltar à posição que cedeu ao presidente Dimitri Medvedev em 2008, porque, pelas leis russas, não poderia se eleger para um terceiro mandato consecutivo.

O correspondente diplomático da BBC diz que a perspectiva de que Putin volte ao poder levantou preocupações de que a democracia russa esteja sendo substituída por uma ditadura.