Artista chinês paga US$ 1 milhão para poder recorrer contra impostos

O renomado artista chinês Ai Weiwei pagou mais de US$ 1 milhão às autoridades do país para que ele possa recorrer contra uma enorme cobrança de impostos.

Weiwei foi informado que seria submetido a uma investigação policial caso não transferisse o dinheiro até esta quarta-feira.

O artista disse à BBC que o pagamento tornaria possível seu recurso contra a cobrança de impostos no equivalente a US$ 2,5 milhões.

Segundo Weiwei, que é um crítico expresso do regime chinês, o pagamento é o preço da liberdade de expressão.

Milhares de simpatizantes de Weiwei, que veem a cobrança como uma retaliação por suas críticas ao governo, fizeram doações em dinheiro para ajudar no pagamento.

Neste ano, o artista chegou a ficar detido por vários meses, tendo recebido a cobrança de impostos depois de sua soltura.