Em 'risco extremo', Brasil é 8º em ranking global de desmatamento

O Brasil ficou em oitavo lugar em um ranking de desmatamento que inclui 180 países, posição considerada de "risco extremo", segundo a agência de análise de risco Maplecroft.

A Nigéria está em primeiro lugar na lista, seguida por Indonésia e Coreia do Norte. Já China e Estados Unidos, os dois maiores poluidores do planeta, ocupam as últimas posições.

A Maplecroft usou os dados mais recentes da FAO (agência da ONU para agricultura e segurança alimentar) para calcular mudanças na extensão da cobertura florestal como um todo nos países pesquisados, além de florestas primárias e plantadas entre 2005 e 2010.

De acordo com os autores do estudo, o aumento da demanda por comida e biocombustíveis, o aumento populacional, a pobreza e a corrupção estão conduzindo o desmatamento em muitos países em desenvolvimento.

Nesta quarta-feira, a Comissão de Meio Ambiente do Senado aprovou o texto base do Código Florestal, que segue para o Plenário. O código é criticado por ambientalistas, que veem no texto brechas para aumentar o desmatamento no país.