Novo premiê do Egito pede aos manifestantes que apoiem seu governo

O homem escolhido para ser primeiro-ministro do Egito pela Junta Militar que comanda o país, Kamal el Ganzoury, pediu nesta sexta-feira uma chance aos manifestantes que lotam a praça Tahir, no centro do Cairo.

Os ativistas pedem a transferência de poder para as mãos dos civis.

El Ganzoury disse que vai formar um gabinete amplo, com apoio de vários setores da sociedade egípcia.

Os manifestantes rejeitam a nomeação de El Ganzoury, que serviu como primeiro-ministro do ex-presidente Hosni Mubarak, derrubado em fevereiro.

Em seu discurso, Ganzoury disse que o governo de coalizão nacional será anunciado até segunda-feira, data prevista para as primeiras eleições livres no Egito em décadas.