Grã-Bretanha prevê crescimento menor e lança plano para amenizar crise

O governo britânico anunciou nesta terça-feira uma previsão de crescimento menor do que a calculada anteriormente para 2011 e 2012 e anunciou medidas para amenizar os efeitos da crise.

O ministro das Finanças, George Osborne, disse que a previsão de crescimento para este ano é de 0,9%. A projeção feita em março era de crescimento de 1,7%.

Para 2012, a previsão de crescimento foi revisada de 2,5%, calculada em março, para 0,7%.

Osborne, disse que o país pode entrar em recessão se a crise na zona do euro não for resolvida. Espera-se que as medidas de austeridade permaneçam em vigor até pelo menos 2015.

Ele anunciou medidas que podem ter efeito a longo prazo como empréstimos para pequenas empresas e estímulos para o setor privado investir em infraestrutura.

O ministro britânico disse que as medidas devem tranquilizar os mercados e manter os juros baixos.