Diretor do Banco da Inglaterra diz que crise é 'extraordinariamente séria'

O diretor do Banco da Inglaterra, Mervyn King, disse nesta quinta-feira que a situação econômica atual da Grã-Bretanha é "extraordinariamente séria".

Ele pediu que os bancos britânicos aumentem suas reservas financeiras para suportar as possíveis consequências.

King afirmou ainda que a crise que afeta os países da zona do euro é a maior ameaça ao sistema bancário britânico e alertou para uma possível dissolução do bloco econômico.

O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, pediu que os países criem regras fiscais mais eficientes para ajudar na restauração da confiança dos mercados e da credibilidade do euro.