Malauí revisará lei contra homossexualidade

O governo do Malauí anunciou que revisará uma série de leis controversas do país, incluindo a proibição de atos homossexuais.

O ministro da Justiça, Ephraim Chiume, disse que a decisão foi uma resposta à opinião pública.

Na última terça-feira, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, disse que os Estados Unidos utilizariam a ajuda internacional para encorajar outros países a descriminalizar a homossexualidade.

Em 2010, um casal gay que fez uma cerimônia de noivado no Malawi foi condenado a 14 anos de prisão por sodomia. Após a condenação internacional da sentença, eles foram libertados.

Durante seu julgamento, o presidente Bingu wa Mutharika disse que a homossexualidade é "má e muito ruim aos olhos de Deus".