Conselho de direitos humanos pede nova eleição na Rússia

Um conselho de direitos humanos criado na Rússia para orientar o presidente Dmitry Medvedev diz que as eleições parlamentares deveriam ser repetidas, se as alegações de falsificação de votos forem confirmadas, impedindo que se saiba dos resultados reais.

O conselho, que não tem poder para ordenar uma nova votação, disse que os relatos de fraudes nas eleições são preocupantes e que os responsáveis pelas violações devem ser processados.

No próximo sábado, milhares de pessoas foram convocadas para protestos em cidades de todo o país, pedindo novas eleições.

De acordo com oficiais, o partido governista, Rússia Unida, obteve 49% dos votos. O partido Comunista ficou em um distante segundo lugar, com 19%.