EUA encerram oficialmente guerra no Iraque com cerimônia em Bagdá

O Exército americano encerrou oficialmente nesta quinta-feira a guerra no Iraque, com o arriamento de sua bandeira militar em uma cerimônia em Bagdá.

Em discurso às tropas, o secretário de Defesa americano, Leon Panetta, disse que palavras não podem fazer justiça aos sacrifícios feitos durante quase nove anos de campanha militar no país.

Panetta disse que o custo foi alto tanto para os EUA quanto para o Iraque, mas que a guerra deu origem a um país livre e soberano.

Os 4 mil soldados que ainda permanecem no Iraque completarão sua retirada nos próximos dias, mas alguns instrutores e trabalhadores terceirizados continuarão no país.

Nessa quarta-feira, em um discurso para soldados de volta aos EUA, o presidente Barack Obama disse que o momento era histórico, e saudou a coragem e profissionalismo dos militares.

Quase 4,5 mil americanos, além de dezenas de milhares de iraquianos, foram mortos durante o conflito desde seu início, em 2003.