Síria liberta mais de 700 pessoas detidas durante protestos, diz TV estatal

Autoridades da Síria libertaram 755 pessoas detidas durante os protestos contra o presidente Bashar Al-Assad, realizados desde março, segundo informou nesta quarta-feira a TV estatal do país.

De acordo com a TV, os prisioneiros se envolveram "em incidentes recentes", mas não tiveram "as mãos manchadas com sangue".

Todos os manifestantes presos durante os protestos devem ser soltos pela Síria, segundo um plano de paz acordado entre o governo e a Liga Árabe, cujos observadores estão visitando o país.

A ONU e entidades de defesa dos direitos humanos estimam que 14 mil pessoas tenham sido detidas, e outras 5 mil tenham sido mortas, devido à repressão do regime sírio contra os manifestantes.