Forças sírias atacam manifestantes e causam 8 mortes, dizem ativistas

As forças de segurança da Síria voltaram a atacar manifestantes nesta sexta-feira, quando dezenas de milhares de pessoas foram às ruas em todo o país para protestar contra o governo, segundo afirmam ativistas de oposição. Oito pessoas teriam sido mortas.

Os ativistas dizem que as forças do regime do presidente Bashar Al-Assad usaram bombas contra manifestantes em Douma, subúrbio da capital, Damasco, causando várias mortes.

A oposição convocou os protestos enquanto observadores da Liga Árabe continuam em sua missão de verificar a situação nas cidades sírias onde ocorreram episódios de violência.

Mais cedo, o Exército Livre da Síria, de oposição ao regime, disse que interromperá suas ações enquanto os observadores estiverem no país.