China confirma morte de monge tibetano que ateou fogo a si mesmo em protesto

A imprensa estatal chinesa confirmou neste domingo que um ex-monge tibetano morreu e outro ficou gravemente ferido depois de atear fogo a si mesmos na sexta-feira.

Os dois incidentes ocorreram na região tradicionalmente tibetana de Sichuan, no oeste do país.

Um grupo de defesa dos direitos humanos no Tibete afirmou que os homens estavam protestando contra o domínio chinês.

Segundo os ativistas, pelo menos 14 pessoas se autoimolaram no último ano para sinalizar seu protesto contra a repressão chinesa no Tibete.