Premiê do Paquistão é acusado de desacato pela Suprema Corte

O primeiro-ministro do Paquistão, Yusuf Raza Gilani, foi acusado de desacato à Justiça pela Suprema Corte do país por não reabrir os casos de corrupção contra o presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, e centenas de outros políticos.

A Suprema Corte também ordenou o comparecimento do primeiro-ministro a audiência na quinta-feira.

A acusação da Suprema Corte ocorre em um momento de incerteza política no Paquistão, com especulações sobre a sobrevivência do governo civil do país.

O Parlamento paquistanês deve aprovar nesta segunda-feira um voto de confiança no governo.