Comissão Europeia alerta Hungria a respeito de nova constituição

A Comissão Europeia decidiu entrar com medidas legais contra a Hungria devido à nova constituição do país, que entrou em vigor no dia 1º de janeiro.

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, disse que a Hungria receberá um alerta a respeito da nova carta magna. A constituição foi elaborada pelo governo de centro-direita húngaro e ameaçaria a independência do Banco Central da Hungria e do Judiciário.

A nova constituição já provocou protestos nas ruas do país e críticas da União Europeia e da secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

Um correspondente da BBC na Hungria afirmou que o governo do país poderá ter que pagar uma multa e enfrentar um julgamento na Corte Europeia de Justiça, mas é provável que se chegue a um acordo antes disso.

A Hungria precisa urgentemente de ajuda financeira da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI).